ARTIGOS GOSPEL BRASIL

Comendo o pão do céu para ser capaz de amar como somos amados


   Este pão dá a vida eterna. Este pão é a vida eterna, que é habitar em Deus em paz e alegria. Ainda hoje, Cristo diz: “Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer este pão, viverá para sempre e o pão que eu darei é a minha carne para a vida do mundo ... Este é o pão que desceu do céu; não é como o que os pais comeram e morreram. Quem comer este pão viverá para sempre “Jo 6: 51,58.

   Com estas declarações, Jesus atinge o coração de seu ensinamento sobre o pão da vida e revela que quem tem fé nele, o Messias enviado pelo Pai, não apenas professa sua fé nele, mas é nutrido por ele e recebe a vida para sempre.

   Ao longo de uma história mais ou menos recente, houve "especialistas" que ensinaram que Jesus estava pensando apenas em termos simbólicos e que o pão não era seu corpo real, mas apenas o pão que simbolizava seu corpo. Esta é uma interpretação errada. Jesus fala muito claramente e usa o verbo “comer”, o mesmo verbo que é usado para descrever um almoço de terra.

   Ouvindo Cristo falando assim e aprendendo que eles teriam que comer seu corpo, seus discípulos estavam perplexos, e eles não eram os únicos ... Eles estavam quase escandalizados. Provavelmente, nós também ficaríamos escandalizados se não tivéssemos a experiência do Cristo ressuscitado com o seu verdadeiro corpo e o Magistério da Igreja que constantemente re-propõe este ensinamento de Cristo.

   O Senhor ainda hoje nos mostra que seu desejo antigo, mas nunca extinto, é viver entre os homens que ama e tornar-se alimento real, celestial, mas não menos verdadeiro e real que o terrestre. Jesus não é como o maná do deserto. Ele é o verdadeiro maná do céu para a jornada em direção à plenitude da vida, que só podemos encontrar nEle.

   Nesse ponto, nos perguntamos: “Quais são as condições necessárias para comer este pão cheio de vida?”. O primeiro é cultivar em nós a fome de Deus. Somente aqueles que não sufocam o desejo de Deus podem responder ao convite para o banquete celestial e serem alimentados por Deus. O segundo é ter um coração contrito que implora pela vida e pela comida que o nutre, pedindo perdão por tê-lo procurado longe e por tentar satisfazer a fome do infinito, enchendo-nos de coisas infinitas.


2 Palavras que provocam uma discussão. Por que?

   A cena que o evangelho de hoje descreve é ​​dramática. A reação dos ouvintes às palavras de Jesus que quer doar a si mesmo é falar amargamente entre si. Os presentes discutem entre si, mas no final, eles tomam posição em relação a Cristo e suas palavras. Para os judeus que ouvem a Cristo na sinagoga de Cafarnaum, há uma barreira intransponível e é precisamente a carne de Jesus. Eles acreditam em conhecê-lo, vê-lo crescer e conhecer tudo sobre sua família. Jesus de Nazaré tem uma história que é exatamente igual à deles. Um como eles não pode salvá-los, a carne do corpo de Cristo é carne como a deles, não pode dar vida. Seus olhos, seus pensamentos, seus corações param na porta da casa, eles não podem entrar. Eles permanecem na superfície das coisas e não entendem o dom que Jesus dá.

   É um presente que os judeus não puderam entender e acolher, por isso discutiram animadamente.

   E nós?

   Nós também lutamos para entender como a carne de Cristo pode ser alimento do espírito. Podemos entender facilmente a extraordinária natureza de um milagre que cura o corpo. Podemos também compreender essa graça particular que, através do sacramento da Confissão, nos ajuda a compreender a grandeza do Coração de Deus, que dá a sua misericórdia, criando em nós o desejo de conversão, cancelando as nossas faltas.

   Mas “compreender” e aceitar a frase de Cristo: “Quem come a minha carne terá a vida eterna”, foi difícil para os discípulos daquela época e para nós, os discípulos de hoje, que oscilam entre uma comunhão vivida em um costume caminho e distância da missa, porque avançamos a justificativa de não termos tempo ou pensamos que isso não muda nossas vidas.

   Se o mundo e muitos cristãos não conhecem a verdade e a beleza da vida, é precisamente porque não conhecem e não acolhem o Pão da Vida.


   Nas mesas de nossas casas, há tudo o que precisamos para a vida do corpo, sobre a “mesa” do nosso coração, vamos colocar o pão necessário para a vida do espírito: Jesus Cristo. Ele é o único Pão que realmente satisfaz nossa fome de felicidade, de infinito e de eternidade, acompanhando-nos em nossa existência sofredora em direção ao único objetivo duradouro: a Casa do Pai.




Santo Agostinho de Hipona 354 - 430Sermon LXXXI

   Sobre as palavras do evangelho, Jo 6:53 "A não ser que comam a carne", etc., e nas palavras dos apóstolos. E os salmos. Contra os pelagians.Deliverado na Mesa do Mártir São Cipriano, o 9 de as Calendas de outubro, 23 de setembro, no dia do Senhor.

   1. Nós ouvimos o Verdadeiro Mestre, o Divino Redentor, o Salvador humano, recomendando a nós nosso Resgate, Seu Sangue. Pois Ele nos falou do Seu Corpo e Sangue; Ele chamou Sua Carne Corporal, Sua Bebida de Sangue. Os fiéis reconhecem o sacramento dos fiéis. Mas os ouvintes o que mais eles ouvem? Quando, portanto, recomendava tal Carne e tal Bebida, Ele disse: “Se não comerdes a minha carne e não beberdes o meu sangue, não terás vida em ti; “1 e isto que Ele disse a respeito da vida, quem mais disse isso senão a própria vida? Mas aquele homem terá a morte, e não a vida, quem pensará que a Vida é falsa, Seus discípulos ficaram ofendidos, nem todos, de fato, mas muitos, dizendo dentro de si: “Esta é uma palavra dura, quem pode ouvir? “2 Mas quando o Senhor soube disso em si mesmo e ouviu as murmurações de seus pensamentos, ele lhes respondeu: pensando, embora não pronunciando nada, para que pudessem entender que foram ouvidos, e poderiam deixar de considerar tais pensamentos. Então, o que Ele respondeu? “Isto te ofende?” “E então, se vereis o Filho do homem subindo até onde Ele estava antes?” 3 O que significa isto? “Isto te ofende?” “Você imagina que estou prestes a fazer divisões deste Meu Corpo que você vê; e cortar os meus membros, e dar a você? "Então, se vereis o Filho do homem subindo até onde Ele estava antes?" Seguramente, Aquele que poderia ascender em Todo não poderia ser consumido. Então, Ele nos deu de Seu Corpo e Sangue um refresco saudável, e solucionou brevemente uma questão tão grande quanto a Sua Própria Entidade. Que os que comem, comem e bebam e bebam; deixe-os com fome e sede; coma a vida, beba a vida. Esse comer, deve ser refrescado; mas tu estás tão bem renovado, de modo que o que tu és refrescado, não falha. Aquela bebida, o que é senão viver? Coma a vida, beba a vida; tu terás vida e a vida é toda. Mas então isto será, isto é, o Corpo e o Sangue de Cristo será a Vida de cada homem; se o que é levado no sacramento visivelmente está na própria verdade comido espiritualmente, bêbado espiritualmente. Porque ouvimos o próprio Senhor dizer: “É o Espírito que vivifica, mas a carne nada aproveita. As palavras que falei para você são Espírito e Vida. Mas há alguns de vós ”, diz Ele,“ que não crêem ”. 4 Tais eram os que diziam:“ Este é um ditado difícil, quem pode ouvi-lo? ”É difícil, mas só para o duro; isto é, é incrível, mas apenas para os incrédulos. o que é senão viver? Coma a vida, beba a vida; tu terás vida e a vida é toda. Mas então isto será, isto é, o Corpo e o Sangue de Cristo será a Vida de cada homem; se o que é levado no sacramento visivelmente está na própria verdade comido espiritualmente, bêbado espiritualmente. Porque ouvimos o próprio Senhor dizer: “É o Espírito que vivifica, mas a carne nada aproveita. As palavras que falei para você são Espírito e Vida. Mas há alguns de vós ”, diz Ele,“ que não crêem ”. 4 Tais eram os que diziam:“ Este é um ditado difícil, quem pode ouvi-lo? ”É difícil, mas só para o duro; isto é, é incrível, mas apenas para os incrédulos. o que é senão viver? Coma a vida, beba a vida; tu terás vida e a vida é toda. Mas então isto será, isto é, o Corpo e o Sangue de Cristo será a Vida de cada homem; se o que é levado no sacramento visivelmente está na própria verdade comido espiritualmente, bêbado espiritualmente. Porque ouvimos o próprio Senhor dizer: “É o Espírito que vivifica, mas a carne nada aproveita. As palavras que falei para você são Espírito e Vida. Mas há alguns de vós ”, diz Ele,“ que não crêem ”. 4 Tais eram os que diziam:“ Este é um ditado difícil, quem pode ouvi-lo? ”É difícil, mas só para o duro; isto é, é incrível, mas apenas para os incrédulos. se o que é levado no sacramento visivelmente está na própria verdade comido espiritualmente, bêbado espiritualmente. Porque ouvimos o próprio Senhor dizer: “É o Espírito que vivifica, mas a carne nada aproveita. As palavras que falei para você são Espírito e Vida. Mas há alguns de vós ”, diz Ele,“ que não crêem ”. 4 Tais eram os que diziam:“ Este é um ditado difícil, quem pode ouvi-lo? ”É difícil, mas só para o duro; isto é, é incrível, mas apenas para os incrédulos. se o que é levado no sacramento visivelmente está na própria verdade comido espiritualmente, bêbado espiritualmente. Porque ouvimos o próprio Senhor dizer: “É o Espírito que vivifica, mas a carne nada aproveita. As palavras que falei para você são Espírito e Vida. Mas há alguns de vós ”, diz Ele,“ que não crêem ”. 4 Tais eram os que diziam:“ Este é um ditado difícil, quem pode ouvi-lo? ”É difícil, mas só para o duro; isto é, é incrível, mas apenas para os incrédulos. “Este é um ditado difícil, quem pode ouvir?” É difícil, mas só para o duro; isto é, é incrível, mas apenas para os incrédulos. “Este é um ditado difícil, quem pode ouvir?” É difícil, mas só para o duro; isto é, é incrível, mas apenas para os incrédulos.

   2. Mas, para ensinar-nos que esse mesmo crente é uma questão de dádiva, não de deserção, Ele diz: “Como eu já disse a você, ninguém vem a mim, a não ser que lhe tenha sido dado por Meu Pai”. Quanto ao local onde o Senhor disse isso, se lembrarmos das palavras precedentes do Evangelho, descobriremos que Ele havia dito: “Ninguém vem a Mim, a menos que o Pai, que me enviou, o atraia”. 6 Ele não o fez. chumbo, mas empate. Essa violência é feita para o coração, não para o corpo. Por que então você se maravilha? Creia e tu vens; amor e tu és desenhado. Não suponha aqui qualquer violência áspera e desconfortável; é gentil, é doce; é a própria doçura que te atrai. Não é uma ovelha desenhada quando a erva fresca é mostrada em sua fome? No entanto, imagino que não seja impulsionado pelo corpo, mas ligado rapidamente pelo desejo. Assim, você também vem a Cristo; não conceber longas jornadas; onde tu crestes, lá vem tu. Pois a Ele, que está em toda parte, vem o amor, não navegando. Mas visto que mesmo neste tipo de viagem, ondas e tempestades de diversas tentações abundam; crer no Crucificado; que tua fé possa ascender a floresta. Não afundarás, mas serás levado sobre a Mata. Assim, mesmo assim, em meio às ondas deste mundo, ele navegou, dizendo: “Mas não permita Deus que eu me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo”. 7 mas será levado sobre o bosque. Assim, mesmo assim, em meio às ondas deste mundo, ele navegou, dizendo: “Mas não permita Deus que eu me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo”. 7 mas será levado sobre o bosque. Assim, mesmo assim, em meio às ondas deste mundo, ele navegou, dizendo: “Mas não permita Deus que eu me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo”. 7

   3. Mas é maravilhoso que quando Cristo Crucificado é pregado, dois ouvem, um despreza, o outro ascende. Aquele que despreza, imputa para si mesmo; não deixe aquele que ascende, arrogue-o para si mesmo. Pois ele tem barba do Verdadeiro Mestre; “Ninguém vem a mim, a não ser que lhe seja dado por meu Pai.” Alegra-se com ele; que ele render graças a Ele que dá, com humilde, não um arrogante heartlest o que ele tem atingido8 através da humildade, ele perde através do orgulho. Pois mesmo aqueles que já estão andando neste caminho de justiça, se eles atribuem isso a si mesmos, e à sua própria força, pereçam disso. E, portanto, a Sagrada Escritura nos ensina a humildade, como diz o Apóstolo: “Faze a tua própria salvação com temor e tremor”. 9 E para que, então, eles devam atribuir a si mesmos, porque ele disse: “Trabalhe”, ele subjugou imediatamente: “Pois é Deus quem opera em você tanto a vontade como a fazer de Seu bom prazer.” 10 “É Deus quem opera em você;” portanto, “com temor e tremor”, faça um vale, receba a chuva. Os terrenos baixos estão cheios, os terrenos altos são secos. Graça é chuva. Por que você maravilha então, se “Deus resiste aos soberbos, e dá graça aos humildes”? 11 Portanto, “com temor e tremor”, isto é, com humildade. “Não tenha a mente alta, mas o medo”. 12 O medo de que você possa ser preenchido; não seja obstinado, teste tu está seco. se “Deus resiste aos soberbos, e dá graça aos humildes”? 11 Portanto, “com temor e tremor”, isto é, com humildade. “Não tenha a mente alta, mas o medo”. 12 O medo de que você possa ser preenchido; não seja obstinado, teste tu está seco. se “Deus resiste aos soberbos, e dá graça aos humildes”? 11 Portanto, “com temor e tremor”, isto é, com humildade. “Não tenha a mente alta, mas o medo”. 12 O medo de que você possa ser preenchido; não seja obstinado, teste tu está seco.

   4. Mas você dirá: “Eu já estou andando assim; uma vez que havia necessidade de aprender, era necessário que eu soubesse pelo ensino da lei o que tinha que fazer: agora tenho a livre escolha da vontade; quem me retirará deste caminho? ”Se leres cuidadosamente, descobrirás que um certo homem começou a elevar-se a uma certa abundância dele, a qual ele mesmo assim recebera; mas que o Senhor em misericórdia, para ensinar-lhe a humildade, tirou o que Ele havia dado; e ele foi de repente reduzido à pobreza, e confessando a misericórdia de Deus em suas lembranças, ele disse: “Em minha abundância eu disse, nunca serei removido.” 13 “Em minha abundância eu disse.” Mas eu disse isto. Eu, que sou homem, disse isso; "Todos os homens são mentirosos, eu disse." 14 Portanto, "em minha abundância eu disse;" tão grande era a abundância que ousei dizer. “Eu nunca serei movido”. O que vem depois? "Ó Senhor, em teu favor dás força à minha beleza. ”Mas“ tu me apartaste da tua face, e me perturbaste. ”15“ Mostraste-me ”, diz ele,“ que, de que eu era grande, era de ti. Mostraste-me onde devo procurar, a quem atribuo o que recebi, a quem devo agradecer, a quem devo correr na minha sede, por onde me encho, e com quem guardo aquilo em que me devo encher. 'Para a minha força eu vou manter a Ti', 16 pelo qual estou por Tua generosidade preenchida, através de Tua guarda eu não vou perder. 'Minha força eu vou manter em Ti.' Para que me mostres isto, disseste a tua face, e eu me angustiava. 'Problemático', porque secou; secou, ​​porque exaltado. Dize então que secaste e ressequeste um, para que se enchesse de novo; 'Minha alma é como terra sem água para Ti'. 'Minha alma é como terra sem água para ti.' Pois tu disseste, não o Senhor: 'Eu nunca serei movido'. Tu disseste isto, presumindo de tua própria força; mas não era de ti mesmo, e tu pensavas como se fosse.

   5. Então, o que o Senhor diz? “Servi ao Senhor com temor, e regozije-se a Ele com tremor.” 18 Assim também o Apóstolo: “Faze a tua própria salvação com temor e tremor. Porque é Deus quem opera em você ”. Portanto, regozije-se com o tremor:“ Para que, a qualquer momento, o Senhor não fique zangado ”. Eu vejo que você me antecipa com o seu choro. Para você saber o que estou prestes a dizer, você antecipa isso gritando. E de onde você tem isso, mas que Ele te ensinou a quem vocês têm crendo? Isto então Ele diz; ouça o que você já sabe; Eu não estou ensinando, mas na pregação estou chamando a sua lembrança; Não, eu não estou ensinando, visto que você já sabe, nem chama a atenção, vendo que você se lembra, mas vamos dizer todos juntos o que junto conosco mantemos. “Abrace a disciplina e regozije-se”, mas “com tremor”, 19 que, humildes, podeis jamais reter o que recebestes. “Para que, a qualquer momento, o Senhor não fique zangado”, com os orgulhosos, é claro, atribuindo a si mesmos o que eles têm, não prestando graças a Ele, de quem eles têm. “Para que, a qualquer momento, o Senhor não fique zangado e se desvie do caminho justo”. Ele disse: “A qualquer momento o Senhor não fique zangado e não entres no caminho justo”? Ele disse: “Para que o Senhor não fique irado e não te leve ao caminho justo”? ou “não te admites no caminho justo? Vós já estais andando, não sejais orgulhosos, para que não pereças nele. 'E vocês perecem', diz ele, 'do caminho justo'. ”“ Quando a ira dele se acender em pouco tempo ”20 contra você. Em nenhum momento distante. Tão logo você é orgulhoso, você perde imediatamente o que você recebeu. Como se o homem aterrorizado com tudo isso dissesse: “O que devo fazer então?” Segue: “Bem-aventurados todos os que nele confiam”, não em si mesmos, mas nEle. “Pela graça somos salvos, não de nós mesmos, mas é o dom de Deus”. 

    6. Porventura, estais a dizer: “O que ele quer dizer com tantas vezes dizendo isso? Uma segunda e uma terceira vez ele diz isso; e quase nunca fala, mas quando ele diz isso. ”Isso eu não diria em vão! Para os homens, não são agradáveis ​​à graça, atribuindo muito à natureza pobre e deficiente. É verdade que, quando o homem foi criado, ele recebeu grande poder de livre arbítrio; mas ele perdeu pelo pecado. Ele caiu na morte, ficou doente, foi deixado no caminho pelos ladrões meio mortos; o samaritano, que é por meio de um curador de interpretação, passou por sua própria fera; 22 ele ainda está sendo levado à hospedaria. Por que ele está levantado? Ele ainda está em processo de cura. “Mas,” ele dirá, “é o suficiente para mim que no batismo eu recebi a remissão de todos os pecados.” Porque a iniqüidade foi apagada, foi, portanto, a enfermidade trazida ao fim? "Eu recebi", diz ele, "Remissão de todos os pecados". É bem verdade. Todos os pecados foram apagados no Sacramento do Baptismo, inteiramente, de palavras, ações, pensamentos, todos foram apagados. Mas este é o "óleo e vinho" que foi derramado pelo caminho. Lembra-te, amados irmãos, que o homem que foi ferido pelos ladrões, e meio morto pelo caminho, como ele foi fortalecido, recebendo óleo e vinho para suas feridas. Seu erro, na verdade, já foi perdoado e, ainda assim, sua fraqueza está em processo de cura na hospedaria. A estalagem, se você reconhecer, é a Igreja. No tempo presente, uma hospedaria, porque na vida em que estamos passando, será um lar, de onde nunca removeremos, quando tivermos saúde perfeita para o reino dos céus. Entrementes, recebemos de bom grado nosso tratamento na estalagem, e, como ainda somos fracos, não somos de boa saúde.

   7. "Abençoa o Senhor, ó minha alma". 23 Diga, sim, a tua alma: "Tu ainda estás nesta vida, ainda suportas uma carne frágil, ainda" o corpo corruptível abate a alma; depois da integralidade da remissão, recebeste o remédio da oração; pois ainda que as tuas fraquezas estejam sendo curadas, dizeis: Perdoa-nos as nossas dívidas. 25 Dize então à tua alma, humilde vale, não um monte exaltado; Dize à tua alma: "Abençoa o Senhor, ó minha alma, e não te esqueças de todos os seus benefícios". 26 Que benefícios? Diga, enumere, dê graças. Quais benefícios? “Quem perdoa todas as tuas iniqüidades.” 27 Isso aconteceu no batismo. O que acontece agora? “Quem cura todas as tuas fraquezas.” Isso acontece agora; Eu reconheço. Mas enquanto eu estiver aqui, "o corpo corruptível pressionará a alma". Diga então também o que vem a seguir, "Quem redime a tua vida da corrupção." 28 Depois da redenção da corrupção, o que resta? Quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória. Onde está, ó morte, a tua contenda? ”Ali, com razão,“ Ó morte, onde está o teu aguilhão? ”29 Tu buscas o teu lugar e não o achas. O que é "o aguilhão da morte"? O que é: “Ó morte, onde está a tua picada?” Onde está o pecado? Tu procuras, e não é nada. Pois “o aguilhão da morte é o pecado”. São palavras do apóstolo, não minhas. Então dir-se-á: Ó morte, onde está o teu aguilhão? Não haverá pecado em lugar algum, nem te surpreenderá, nem te assaltará, nem inflamará a tua consciência. Então não será dito: "Perdoa-nos as nossas dívidas". Mas o que será dito? “Senhor nosso Deus

   8. Finalmente, depois da redenção de toda corrupção, o que resta senão a coroa da justiça? Pelo menos isto permanece, mas mesmo nele, ou debaixo dele, não inche a cabeça para que ela receba a coroa. Ouça, marque bem o Salmo, como essa coroa não terá uma cabeça inchada. Depois que ele disse: "Quem redime a tua vida da corrupção", diz ele, "quem te coroa". Aqui tu estás pronto imediatamente para dizer: "Coroa-te", é um reconhecimento dos meus méritos, a minha própria excelência tem feito isto; é o pagamento de uma dívida, não um presente. ”Dê ouvidos ao Salmo. Pois és tu de novo que dizes isto; e “todos os homens são mentirosos”. 32 Ouça o que Deus diz; "Quem te coroa com misericórdia e piedade." De Sua misericórdia Ele coroa-te, da Sua compaixão Ele coroa-te. Porque tu não precisaste de que ele te chamasse, e te sendo chamado te justificaria, ser justificado te glorifica. “O remanescente é salvo pela eleição da graça. Mas se pela graça, então, não é mais de obras; de outra forma a graça não é mais graça. Pois para aquele que trabalha, a recompensa não será contada de acordo com a graça, mas de acordo com a dívida. ”33 O Apóstolo diz:“ Não segundo a graça, mas segundo a dívida ”. Mas“ te coroarás com piedade e misericórdia ”; e se os teus próprios méritos foram antes, Deus te disse: "Examine bem os teus méritos e verás que são os meus dons".

   9. Esta então é a justiça de Deus. Como é chamado, “a salvação do Senhor”, 34 não por meio do qual o Senhor é salvo, mas que Ele dá àqueles que Ele salva; assim também a graça de Deus por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor, é chamada a justiça de Deus, não como aquela pela qual o Senhor é justo, mas pela qual Ele justifica aqueles a quem de ímpios Ele faz justo. Mas alguns, como os judeus em tempos antigos, ambos desejam ser chamados cristãos, e ainda ignorantes da justiça de Deus, desejam estabelecer a sua própria, mesmo em nossos tempos, nos tempos de graça aberta, os tempos da revelação completa de graça que antes estava escondida; nos tempos da graça agora manifestados no chão, que uma vez estava escondido no velo. Eu vejo que alguns me entenderam, que mais não entenderam, a quem eu não vou de modo algum defraudar mantendo silêncio. Gideon, um dos homens justos da antiguidade, pediu um sinal do Senhor e disse: “Eu oro, Senhor, que este velo que pus no chão seja deitadas, 35 e que o chão esteja seco.” 36 E foi assim; o velo estava coberto, o chão inteiro estava seco. De manhã ele torcia o velo em uma bacia; pois a humilde é a graça dada; e em uma bacia, sabeis o que o Senhor fez a Seus discípulos. Mais uma vez, ele pediu outro sinal; “Ó Senhor, eu gostaria”, diz ele, “que o velo esteja seco, o chão deitados”. E assim foi. Lembre-se da época do Antigo Testamento, a graça estava escondida em uma nuvem, como a chuva no velo. Marc agora o tempo do Novo Testamento, considere bem a nação dos judeus, tu achará isto como um velo seco; enquanto o mundo inteiro, como aquele chão, é cheio de graça, não escondido, mas manifestado. Por isso somos forçados a chorar excessivamente nossos irmãos, que não lutam contra o oculto, mas contra a graça aberta e manifesta. Há mesada para os judeus. O que diremos dos cristãos? Por que são inimigos da graça de Cristo? Por que vocês confiam em si mesmos? Por que não é legal? Por que Cristo veio? Não era natureza aqui antes? Não era a natureza aqui, que você apenas engana por seu excessivo louvor? Não foi a lei aqui? Mas o apóstolo diz: “Se a justiça vem pela lei, então Cristo é morto em vão”. 37 O que o Apóstolo diz da Lei, que dizemos a nós da natureza a esses homens. "Se a justiça vem por natureza, então Cristo é morto em vão." O que diremos dos cristãos? Por que são inimigos da graça de Cristo? Por que vocês confiam em si mesmos? Por que não é legal? Por que Cristo veio? Não era natureza aqui antes? Não era a natureza aqui, que você apenas engana por seu excessivo louvor? Não foi a lei aqui? Mas o apóstolo diz: “Se a justiça vem pela lei, então Cristo é morto em vão”. 37 O que o Apóstolo diz da Lei, que dizemos a nós da natureza a esses homens. "Se a justiça vem por natureza, então Cristo é morto em vão." O que diremos dos cristãos? Por que são inimigos da graça de Cristo? Por que vocês confiam em si mesmos? Por que não é legal? Por que Cristo veio? Não era natureza aqui antes? Não era a natureza aqui, que você apenas engana por seu excessivo louvor? Não foi a lei aqui? Mas o apóstolo diz: “Se a justiça vem pela lei, então Cristo é morto em vão”. 37 O que o Apóstolo diz da Lei, que dizemos a nós da natureza a esses homens. "Se a justiça vem por natureza, então Cristo é morto em vão."

   10. O que então foi dito dos judeus, o mesmo que vemos nesses homens agora. “Eles têm um zelo de Deus: eu os ouço registrar que eles têm zelo de Deus, mas não de acordo com o conhecimento”. 38 O que é, “não de acordo com o conhecimento”? “Porquanto, não conhecendo a justiça de Deus, e desejando estabelecer a sua própria, não se sujeitaram à justiça de Deus.” 39 Meus irmãos, compartilhem comigo em minha tristeza. Quando achares como estes, não os escondas; não haja tal misericórdia 40 em você; por todos os meios, quando encontrares tais coisas, não as escondas. Convença os agressores e aqueles que resistem, trazem para nós. Porque já foram enviados dois conselhos41 sobre esta questão à sé apostólica; e rescripts também vieram daí. A questão foi trazida para uma questão; que o seu erro pode por vezes ser levado a um problema também! Portanto, aconselhamos que eles possam prestar atenção, ensinamos que eles podem ser instruídos, oramos para que eles sejam mudados. Vamos nos voltar para o Senhor, etc.
Comendo o pão do céu para ser capaz de amar como somos amados Comendo o pão do céu para ser capaz de amar como somos amados Reviewed by Pastor Ivo Costa on setembro 02, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.