ARTIGOS GOSPEL BRASIL

Matias

Matias foi o discípulo escolhido para substituir Judas Iscariotes no grupo dos doze Apóstolos. O relato da escolha de Matias pode ser encontrado no primeiro capítulo do livro de Atos dos Apóstolos:
É necessário, pois, que, dos homens que conviveram conosco todo o tempo em que o Senhor Jesus entrou e saiu dentre nós,
Começando desde o batismo de João até ao dia em que de entre nós foi recebido em cima, um deles se faça conosco testemunha da sua ressurreição.
E apresentaram dois: José, chamado Barsabás, que tinha por sobrenome o Justo, e Matias.
E, orando, disseram: Tu, Senhor, conhecedor dos corações de todos, mostra qual destes dois tens escolhido,
Para que tome parte neste ministério e apostolado, de que Judas se desviou, para ir para o seu próprio lugar.
E, lançando-lhes sortes, caiu a sorte sobre Matias. E por voto comum foi contado com os onze apóstolos.
(Atos 1:21-26)

A escolha de Matias como Apóstolo:

O Apóstolo Pedro, diante de um grupo de quase cento e vinte pessoas, fez uma exposição acerca do que havia acontecido com Judas Iscariotes, como cumprimento da Escritura que o Espírito Santo predisse pela boca de Davi (At 1:16). Pedro também mostrou a necessidade de que fosse escolhido alguém para compor, juntamente com os onze restantes, o grupo de doze testemunhas da ressurreição de Cristo (At 1:22).
Para ser escolhido, o candidato deveria cumprir a principal exigência de ter acompanhado os discípulos durante todo o ministério de Jesus, ou seja, desde o batismo realizado por João Batista, até sua ascensão ao céu. Logo, o novo Apóstolo obrigatoriamente deveria ser capaz de testemunhar a ressurreição de Jesus, ou seja, ter visto o Cristo ressurreto.
O antigo historiador Eusébio, defendeu que Matias provavelmente tenha sido um dos setenta discípulos escolhidos por Jesus para a missão descrita no Evangelho de Lucas capítulo 10. Muitos estudiosos também defendem essa opinião, porém, fora o relato no livro de Atos, Matias não é mencionado em nenhuma outra passagem do Novo Testamento. O que podemos afirmar com certeza é que ele, de fato, acompanhou o ministério de Jesus.
No momento da escolha foi pré-selecionado dois homens: José, chamado Barsabás, que tinha por sobrenome o Justo, e Matias (At 1:23). Então oraram ao Senhor, e pediram que Deus mostrasse qual dos dois seria o escolhido. Após a oração, lançando-lhes sortes, o escolhido foi Matias, que, por voto comum, compôs o grupo dos doze.

A polêmica em relação à escolha de Matias:

Alguns estudiosos questionam a escolha de Matias, inferindo até que o apóstolo Pedrotenha agido precipitadamente ao tomar a iniciativa de substituir Judas. Para esses estudiosos, Pedro, e os demais discípulos, deveriam ter esperado por Paulo, que, segundo eles, foi a verdadeira escolha de Deus.
Particularmente, penso que esse questionamento é infundado e não deve ser considerado. O texto de Atos claramente nos mostra que os discípulos oraram ao Senhor, e entenderam que Deus iria dirigir aquela escolha. O fato de terem lançado sortes, não causa problema algum ao texto, já que esse era um método aprovado e comum no Antigo Testamento (Lv 16:8; Pv 16:33), e não existe nenhuma reprovação a essa atitude em todo Novo Testamento.
Geralmente as criticas em relação à escolha de Matias, se apoiam no fato de não existir qualquer referência bíblica ao ministério dele após essa escolha. Porém, se essa lógica for utilizada, outros discípulos dentre os doze também deveriam ter seus ministérios questionados.
Após a ressurreição, sabemos tanto de Matias quanto sabemos de Bartolomeu, por exemplo, e ninguém sugere que Bartolomeu não seja considerado como um dos doze.
Por fim, o próprio Apóstolo Paulo falando de sua situação, se coloca como um apóstolo fora do tempo, ou seja, ele também viu o Cristo ressurreto, seu apostolado foi legítimo e confirmado, porém essa revelação e, consequentemente seu chamado, ocorreram posteriormente, no momento oportuno preparado por Deus.
E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo.
(1 Coríntios 15:8)
Em nenhuma de suas Epístolas, o Apóstolo Paulo reivindica sobre si uma posição entre os doze, ao contrário, ele claramente considera Matias no grupo dos doze que viram Jesus após a ressurreição (ICo 15:5).
Quanto a Matias, duas tradições se propõem a dar uma explicação sobre seu paradeiro após ter sido escolhido um dos doze. Uma delas sugere que Matias pregou na Judeia, e acabou sendo apedrejado pelos judeus. A outra defende que Matias foi um grande evangelizador na Etiópia.
Matias Matias Reviewed by Pastor Ivo Costa on setembro 30, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.